3

Criança toma decisão?

Estava com saudade de escrever e conversar com você, que tem interesse sobre a infância e seus desafios.

Gostaria de compartilhar com você algo que aconteceu comigo e você poderá  ou não passar por situações como esta.

Então vamos lá!

Aos domingos, minha família normalmente vai almoçar na casa da minha sogra, mas desta vez, eu não iria e meu marido iria com as crianças.

Mas…minha filha mais velha, de 8 anos, disse que precisava falar comigo, já com lágrimas nos olhos.

Parei o que estava fazendo e fui dar atenção…ela disse que não queria ir para casa da avó, mas que estava confusa e não sabia o que fazer, porque a avó espera a semana toda pra vê-la e faz sua comida preferida, agora ela não iria e deixaria o pai e a avó tristes, ela não queria ver ninguém triste, mas também não queria ir sem vontade.

Expliquei sobre a necessidade da visita semanal a avó, mas que também ir obrigada seria ruim, uma vez que eu estaria em casa, mas se fosse a família inteira ela teria que ir porque não teria com quem ficar.

Escutei e propus conversar apresentar as questões pelas quais ela não iria para o pai e depois telefonar para a avó para se explicar e agradecer toda a atenção e carinho que ela lhe dá, mas que neste domingo ela não iria.

Neste momento, ela enxugou as lágrimas, me deu um abraço e agradeceu, por ajudá-la a tomar a decisão, pois aquele sentimento estava fazendo-a sofrer.

Agimos conforme combinado e tudo se resolveu.

Minha filha já havia decidido, mas estava insegura e confusa e coube a mim, como mãe, dar a segurança e desembaraçar a situação.

E você o que acha, criança pode tomar decisões?

Na minha opinião, existem casos e casos e exige bom senso para discernir quando poderá ou não.

No mundo atual, as crianças estão cada vez mais autônomas e querendo agir  e fazer tudo sozinhas, mas a presença dos pais para equilibrar situações e mostrar para a criança que nem sempre isso é possível é de extrema importância, porque senão ele irá entender que comanda tudo e pode fazer o que quiser, na hora que quiser e não é bem assim que a vida funciona.

A criança precisa entender que tem tempo pra tudo, pra brincar, comer, estudar, tomar, entre outras coisas.

Eu sempre digo, maternidade e lidar com as crianças não tem Manual de instruções, entretanto, existem preceitos básicos que norteiam as relações para um desenvolvimento sadio que são: o EQUILÍBRIO e o BOM SENSO.

E você já teve momentos como este?

Me conta.

Um forte abraço e até o próximo texto.

 

771e8e3a7049374ea3924127be8d8f67

Anúncios