Criança toma decisão?

Estava com saudade de escrever e conversar com você, que tem interesse sobre a infância e seus desafios.

Gostaria de compartilhar com você algo que aconteceu comigo e você poderá  ou não passar por situações como esta.

Então vamos lá!

Aos domingos, minha família normalmente vai almoçar na casa da minha sogra, mas desta vez, eu não iria e meu marido iria com as crianças.

Mas…minha filha mais velha, de 8 anos, disse que precisava falar comigo, já com lágrimas nos olhos.

Parei o que estava fazendo e fui dar atenção…ela disse que não queria ir para casa da avó, mas que estava confusa e não sabia o que fazer, porque a avó espera a semana toda pra vê-la e faz sua comida preferida, agora ela não iria e deixaria o pai e a avó tristes, ela não queria ver ninguém triste, mas também não queria ir sem vontade.

Expliquei sobre a necessidade da visita semanal a avó, mas que também ir obrigada seria ruim, uma vez que eu estaria em casa, mas se fosse a família inteira ela teria que ir porque não teria com quem ficar.

Escutei e propus conversar apresentar as questões pelas quais ela não iria para o pai e depois telefonar para a avó para se explicar e agradecer toda a atenção e carinho que ela lhe dá, mas que neste domingo ela não iria.

Neste momento, ela enxugou as lágrimas, me deu um abraço e agradeceu, por ajudá-la a tomar a decisão, pois aquele sentimento estava fazendo-a sofrer.

Agimos conforme combinado e tudo se resolveu.

Minha filha já havia decidido, mas estava insegura e confusa e coube a mim, como mãe, dar a segurança e desembaraçar a situação.

E você o que acha, criança pode tomar decisões?

Na minha opinião, existem casos e casos e exige bom senso para discernir quando poderá ou não.

No mundo atual, as crianças estão cada vez mais autônomas e querendo agir  e fazer tudo sozinhas, mas a presença dos pais para equilibrar situações e mostrar para a criança que nem sempre isso é possível é de extrema importância, porque senão ele irá entender que comanda tudo e pode fazer o que quiser, na hora que quiser e não é bem assim que a vida funciona.

A criança precisa entender que tem tempo pra tudo, pra brincar, comer, estudar, tomar, entre outras coisas.

Eu sempre digo, maternidade e lidar com as crianças não tem Manual de instruções, entretanto, existem preceitos básicos que norteiam as relações para um desenvolvimento sadio que são: o EQUILÍBRIO e o BOM SENSO.

E você já teve momentos como este?

Me conta.

Um forte abraço e até o próximo texto.

 

771e8e3a7049374ea3924127be8d8f67

Anúncios

3 comentários sobre “Criança toma decisão?

  1. Oi, tudo bem? Cheguei agora no seu blog,já adianto que vou ler tudo. kkk. Tenho uma filha de 2 anos, que começou a querer tudo,principalmente o que não pode. Muita birra,muita pirraça, o tal do terrible two da vida. Confesso que isto tem me desgastado demais e que muitas vezes eu não sei como lidar e acabo cedendo para conseguir fazer alguma coisa sem ela ficar chorando e berrando na minha cabeça. Me dá uma super culpa de ter gritado com ela,mas quando vejo,já estou gritando.

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi, tudo bem!
      Super entendo estas situações que você está passando com a sua menina.
      Tenho os 3, e tenho passado tb com o mais novo de 2 anos, de novo kkkk
      Mas,nesta fase é importante que tenhamos o controle da situação, msm de cabeça cheia e querendo ceder, pq pode isso pode se estender.
      E a criança entende (eles são super espertos) que o choro e birras, são artifícios que farão a mamãe e o papai ceder minhas vontades.
      Está conduta faz parte do tão discutido LIMITE.
      Então, vai uma dica, não sei se já faz!
      Respira fundo, não se importe se tiver platéia, abstrai! Agache na altura da sua filha e olhe bem dentro dos olhinhos dela, explique sucintamente a situação…por exemplo, vcs estão no mercado, já deu uma bala, mas ela quer mais, sempre mais…mostre o pacote que você seu deu e que é suficiente…muito doce não faz bem e pode dar dor de barriga!
      Use uma linguagem sem firulas pra que ela perceba que o assunto é sério e pontual.
      A culpa existirá por diversos motivos…e educar é um exercício diário…cada dia um desafio,uma novidade!
      Fiquei muito feliz em receber a sua mensagem…espero que tenha lido tudo,viu!
      Espero ter te ajudado !
      Não deixe de acompanhar e participar com a sua experiência!
      Um grande abraço
      Talyta

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s